O sistema Solar, já utilizado com sucesso em núcleos de atendimento da Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo (DPES), em Vitória e Vila Velha, começa a ser implementado em Cariacica, nesta quinta-feira (24).  Além de agilizar o atendimento ao assistido, o software facilita a busca pelos casos já cadastrados e seus acompanhamentos.

giulianoO Coordenador Civil, Giuliano Monjardim Valls Piccin, expõe as experiências com o Solar em outros núcleos e faz suas considerações. “O Defensor Público que está em outro estado terá acesso ao histórico dos casos que estarão no sistema. Mas é preciso que os funcionários abasteçam o sistema com todos os dados necessários para que seja atingido o objetivo com êxito”, ressalta do Defensor Público.

No atendimento de hoje não há um acompanhamento contínuo dos atendimentos. “Os arquivos e casos se perdem com o tempo e com atendimento por outros funcionários. Com o Solar isso vai acabar”, lembra Piccin.

O Defensor Público e responsável pelo atendimento inicial do Núcleo de Cariacica, Rafael Viana, enfatiza que o serviço prestado pela DPES é diferente de um serviço prestado por um advogado dativo e precisa demonstrar esse diferencial para ter o devido reconhecimento. “A Defensoria Pública vai alcançar o patamar que ela deseja estar através desse encadeamento de informações proposto pelo Solar”.

A funcionária da DPES Simone Gonçalves Simão auxiliará no treinamento do Solar, no Núcleo de Cariacica, juntamente com Dr. Giuliano Piccin, no decorrer das próximas semanas. “Explicarei individualmente o funcionamento do sistema e estarei à disposição dos Defensores Públicos, estagiários e funcionários para quaisquer esclarecimentos, até que todos estejam aptos a utilizarem a nova ferramenta no núcleo”, lembra Simone.

O Solar

solarEm busca de um sistema mais eficiente para melhor atender a população capixaba, a Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo (DPES) implantou um sistema online em parceria com a Defensoria Pública do Tocantins (DPE-TO).

Em visita feita pela DPES à DP-TO, em abril de 2017, foi instituído um termo de parceria e convênio de cooperação técnica que trouxe o sistema de Tocantins para o Espírito Santo.

Os profissionais de tecnologia da informação da DPE-TO ofereceram treinamento para Defensores, funcionários e estagiários num primeiro momento e hoje a própria DPES dá prosseguimento às orientações para os profissionais de triagem, recepção, atendimento inicial e gabinetes.

O software será implantado nos demais núcleos da Defensoria do Espírito Santo, assim que forem finalizados os treinamentos no Núcleo de Cariacica. No cronograma, ainda sem data definida, estão Serra, Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, Linhares, São Mateus, Aracruz, Guarapari, Núcleos Especializados e Núcleo dos Tribunais. Após a conclusão dos mesmos, a implementação do sistema segue para os outros núcleos do Estado.

Por Raquel de Pinho