O novo corregedor-geral da Defensoria Pública do Espírito Santo, Vinícius Chaves de Araújo, tomou posse nesta terça-feira (07) com a proposta de tornar mais eficiente a apuração de dados da Instituição, além de padronizar a atuação dos defensores públicos. Segundo ele, “a Corregedoria tem que ser um norte para a padronização, pois é responsável pela fiscalização e regulamentação, ao lado do Conselho Superior, dos fluxos de atendimento ao público”.

Formado em direito pela Universidade Federal do Espírito Santo, o atual corregedor é defensor público há doze anos e já havia ocupado o cargo de subdefensor geral entre os anos de 2012 e 2015, bem como em 2019. Também atuou como coordenador Cível em 2011 e do Núcleo de Atendimento da Serra em 2010. Foi defensor público em Aracruz, Linhares, Santa Maria de Jetibá, Venda Nova do Imigrante e Vitória.

dsc_0018

Para o defensor público-geral do Estado, Gilmar Alves Batista, o novo corregedor tem muito a contribuir para a evolução da Defensoria. “Acredito que Dr. Vinícius possui características importantes para fazer uma boa gestão à frente da Corregedoria, pois, além de conhecer bem como funciona a Instituição, ele tem uma visão de futuro do que precisa ser ajustado para chegarmos mais longe e prestarmos um atendimento ainda melhor aos capixabas”.

Mudanças

A posse do novo corregedor-geral gerou algumas mudanças na administração, uma vez que ocupava o cargo de subdefensor público-geral. Com isso, assume o cargo Marcello Paiva de Mello, ex-assessor jurídico e coordenador de Execução Penal. Também ocupam novos cargos Samyla Gomes, como chefe de gabinete, e Valdir Vieira, como assessor jurídico.