Mais um núcleo de atendimento do interior recebe o sistema informatizado de atendimento, Solar, da Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo (DPES). Na última quinta-feira (13), o Subdefensor Público-Geral, Fabio Bittencourt, e o Coordenador Civil e responsável pela implantação do novo sistema da DPES, Giuliano Monjardim Valls Piccin, estiveram no núcleo de Itapemirim para apresentação do novo software, mais uma etapa do Projeto Moderniza.

O Subdefensor Público-Geral explica que o projeto Moderniza, do qual o sistema Solar faz parte, é um dos grandes desafios da Defensoria Pública. “Estamos iniciando as atividades do novo sistema no Núcleo de Atendimento de Viana, que em breve estará finalizado. A implantação do Solar já foi concluída em Vitória, Vila Velha, Cachoeiro, Cariacica, Colatina, Serra, agora em Itapemirim e está sendo iniciada em Alegre”, constata Bittencourt.

O Defensor Público Giuliano Piccin, lembra que os núcleos de Marataízes, Linhares e Audiência de Custódia, no Centro de Triagem de Viana, serão os próximos a receberem o Solar e que em breve todas as comarcas contarão com o novo software. “Alguns núcleos demoram um pouco mais para concretizar a utilização do sistema em sua totalidade, mas estamos buscando maneiras para agilizar esse processo, com eficácia e sucesso”, completa.

Segundo a Defensora Pública Simone Costa de Rezende, diretora do Núcleo de Atendimento de Itapemirim, o sistema foi aprovado por ela, pelos assistidos, estagiários, servidores e ajudará na organização, facilitando os atendimentos. “Ainda estamos em aprendizado, mas para o futuro acredito que os atendimentos serão mais rápidos, pois as informações dos assistidos e dos processos ficarão disponíveis no sistema, com acesso rápido, fácil e eficaz”, relata Simone.

 

Sobre o Projeto Moderniza

O Projeto está implementando tecnologias capazes de propiciar aos Defensores o compartilhamento de informações entre as defensorias e a sede administrativa, sem que seja necessário o deslocamento, mantendo a eficiência e o controle das solicitações.

Essa tecnologia também permitirá aos Núcleos Temáticos acesso integral aos sistemas da Defensoria Pública, além da geração de dados estatísticos para tomadas de decisões a partir do acompanhamento e monitoramento em tempo real das demandas.

Voltado para promover a inovação na melhoria da gestão e dos serviços oferecidos, o projeto foi desenvolvido pela Gerência Técnica Administrativa em parceria com as coordenações e núcleos temáticos da instituição.

Ele prevê ações de modernização em cinco áreas pré-estabelecidas: Gestão de Recursos Humanos, Gestão do Gabinete da Defensoria Pública Geral e Corregedoria, Informatização de Rotinas, Sistema de Atendimento e Administração de Gabinete e Gestão Administrativa Sem Uso de Papel.

Por Raquel de Pinho e Juliane Mariani