Uma nova coordenação foi criada na estrutura da Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo para promover os direitos das pessoas com deficiência e dos idosos. Conforme a portaria 1104, de 28 de outubro, publica nesta sexta-feira no Diário Oficial, a Coordenação de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Pessoa Idosa terá foco na coleta e análise de dados, para propor melhorias tanto para o atendimento na Instituição, quando na proposição e políticas públicas.

Para o defensor público-geral do Estado, Gilmar Alves Batista, tanto as pessoas com deficiência, quanto os idosos requerem mais atenção do poder público. “Entendemos a importância de estabelecer um trabalho específico para ambos os públicos, tendo em vista o estado de extrema vulnerabilidade que se encontram. Por meio da coordenação, a Defensoria Pública pretende qualificar seu atendimento e ser mais atuante na proposição e melhoria de políticas públicas”.

São atribuições da Coordenação, o estudo, análise e colheita de dados, pesquisas, produção dos pareceres, bem como a participação em comissões e conselhos. O órgão interno também produzirá materiais educativos e atuará na padronização da rotina do atendimento.